segunda-feira, 21 de março de 2011

Poesia

Sinto minha alma jogada como um trapo sujo e inútil, dores são sobrepostas a qualquer sentimento existente, e quando o peito estremece é o som do temor que tende a suprir qualquer mensão ao sorriso inexistente e invicto do ser.


Naille Vezolli

Nenhum comentário:

Postar um comentário