domingo, 13 de novembro de 2011

Cosciência De QUE???


Olá pessoal, é sempre um prazer a possibilidade de dividir ideias, assuntos e momentos com todos, e o retorno é realmente muito gratificante.

Esta semana comemoramos o dia da consciência negra, mas especificamente no dia 20 de Novembro, data esta recentemente adotada em memória de um "herói" nacional, o Zumbi dos Palmares.



No entanto gostaria de questionar quanto ao assunto consciência, será que temos “consciência” do que buscamos ou esperamos da humanidade? Podemos fazer este questionamento sob vários aspectos, pois como é conhecimento de todos existem diversos tipos de discriminações e em diversos setores.



É possível dizer que algumas pessoas perderam ou nunca tiveram em si o sentido de humanismo, permitindo a predominância de pensamentos e vontades individuais apenas, assim desfavorecendo atos simples de respeito e amor ao próximo e a si mesmo. O preconceito e intolerância existem por que a sociedade é permissiva e praticante de tais atos, caracterizando e criando conceitos alheios a seu próprio conhecimento, proporcionando assim um grande afastamento de seu próprio povo.



Basta!!! De fazer sofrer crianças, jovens e adultos quanto à própria realidade, devido a uma cultura sem propósito de ferir ou esmagar o ego de seu semelhante, produzindo pessoas infelizes e frustradas com a própria identidade, são estes originados de valores inseridos de forma brusca no seio da sociedade.


Basta de renegar a própria identidade por não entender porque tantos não a aceita, alguém precisa começar a fazer isto, este passo já foi iniciado, mas é preciso que continuemos, esta corrente não pode se quebrar. É tempo de colher os frutos plantados por nossos antepassados, dos tempos em que homens escravizavam e usurpavam seus semelhantes, e que foram banidos da pratica, mas que permanecem no DNA de pessoas sem o mínimo de bom senso. É tempo de aceitar as miscigenações dos povos e suas raízes culturais.


Chegará um dia em que não será necessário uma data que comemore um herói que lutou contra os opressores de seu povo, um dia em que todos estarão incluídos na exclusão do horror da negação humana, não existirão débitos a serem pagos, nem exigências a serem feitas, todos serão aceitos e respeitados como são e a humanidade terá enfim o mínimo de igualdade em suas diferenças.


Utopia??? Talvez, mas é preciso lembrar que sonhos e vontades coletivas possuem poderes extraordinários... E quem diz isto não sou eu, mas a história da humanidade.

Um comentário:

  1. Gaspar & Grazy,

    Ficou legal o texto, realmente é necessário um basta no preconceito e descriminação, a construção da ideia do negr@ como como algo inferior é uma concepção ultrapassado dos colonizadores e exploradores do continente Africano e infelizmente essa construção ainda existe na nossa sociedade e é difundida pela grande mídia, que nas novelas poe os atores negr@s sempre para o culpar papeis subalternos, contribuído e reforçando uma ideia racista do negr@ como inferior, sem fala nos Reality Show da globo que a dotaram o sistema de cotas para os negros.
    Interiorizando nas pessoas uma associação de tudo que vem ou pertence ao negro é coisa ruim, da pele ao cabelo a Cultura e religião, tudo isso é exposto de uma forma negativa. Já a cultura dos europeus nunca foi questionada em nossa sociedade sua pele seu cabelo a cultura e religião é tudo muito bem aceito.
    Vale salientar que foram os europeus de cultura bem aceita, que invadirão a África que escravizarão os negros em terras deferentes. É na quele momento histórico era interessante legitimar a escravidão dos negr@s criando a imagem e a ideia do negr@ como um ser inferior .
    Creio que não existe um individuo superior a outro seja ele branco negro índio amarelo, nordestino ou paulista. Descriminar alguém pela cor da sua pele ou origem é coisa de gente pre-conceituosa,que tem conceito ou opinião formados antes de ter os conhecimentos adequados.

    Parabéns pelo trabalho de vocês.


    Metafótico

    ResponderExcluir