quarta-feira, 13 de novembro de 2013

Desordem sem Progresso!

Há tempos os brasileiros não sabem muito bem o significado de Ordem e Progresso no que deveria ser o país do futuro, são tantos os motivos que desnorteiam a sociedade que a cada dia se torna mais difícil encontrar um posicionamento quanto as ações populacionais. Com a imagem politica cada vez mais desgastada, o cidadão se enxerga órfão e incapaz de acreditar em justiça ou ideologias.

São tantos os campos problemáticos no gigantesco espaço geográfico que é o Brasil que se torna tarefa difícil mudar as coisas de uma hora pra outra, mas é fato que muitas situações devem e podem ser mudadas agora.  As manifestações continuam pelo Brasil em grandes capitais, a voz do povo está se fazendo ouvir, de forma pacifica ou não. Meio a tantas desordens, gritos e opiniões, muitas vezes a bagunça toma conta do ato e a população se divide.

É engraçado perceber que o maior orgulho dos manifestantes é a falta de um “líder”, mas, uma vez que não existe liderança, a individualidade torna-se algo muito complexo, impossível atender aos descontentamentos um a um, neste caso falta o bom senso e direcionamento de ideias, para quem vive em sociedade isto é essencial. Daí a importância das ideologias, tão desacreditadas e incapazes.

Então temos quebra-quebra, barulho, bagunça, destruição... São tantos estragos ligados ao caos  que é transformado a nossa cidade que a população lamenta, e não sabe se acredita nos comentários que ouve no metro, ou nos noticiários tão convincentes ao vender a noticia do dia com direito a imagem e som.

 Diante dessa realidade tudo virou motivo de protesto! Claro que todos devem ter opiniões e lutar pelo que acredita, mas é preciso existir proposito, pois a população é tão vitima quanto os manifestantes, e a democracia é para todos, cabe a cada cidadão decidir se deve ou não participar dos atos, e muitas vezes depredam e queimam bens particulares, como se mais uma vitima do sistema devesse pagar a conta das outras vitimas. É a união que fortalece e não a degradação da humanidade.

Assim no despertar de mudanças e melhorias para a própria vida, o cidadão acorda de sono profundo e não aceita tão facilmente que o Estado permaneça “Deitado eternamente em berço esplendido”. A partir disso surge o confronto, que não é apenas com a policia, mas com os representantes do Poder, logo é possível dizer que todos estão certos e errados, e que cada um a seu modo defende o seu ponto de vista, a sua “ideologia” ou o seu emprego mesmo!

Enquanto isso... Os Reis assistem aos bobos da corte brigar por direitos já conquistados e presentes na tal constituição, mas que a politica brasileira podre, e pobre de ética, e sem princípios ou base estrutural apenas ignora.  A verdade pode ser dolorida, mas precisa prevalecer, viver na ilusão é adiar o sofrimento que certamente virá.  Os Protestos devem acontecer com organização, objetivo e conhecimento, ou serão julgados como os eternos vândalos desocupados!


Grazy Nazario. MTB. 74588/SP.

Nenhum comentário:

Postar um comentário