segunda-feira, 19 de janeiro de 2015

O Inferno astral de São Paulo! - Aniversário 461

Na semana do aniversario da maior cidade do Brasil, os paulistanos vivem um momento de grande dificuldade. A começar pela falta de agua a cada dia mais alarmante, e em pleno verão atípico de altas temperaturas na cidade, além disso, temos um transporte precário, sem contar o ritmo frenético que a cada dia esta pior e castiga os seus moradores, tão acostumados e orgulhosos por serem  considerados os maiores trabalhadores da republica.

A cada dia os paulistanos pagam um alto preço por carregar tantas nomenclaturas, afinal não é fácil manter um grande índice gastronômico na cidade, bares e danceterias, além de tudo que São Paulo oferece com sua mão de obra qualificada, sem uma base estrutural que funcione. De que adianta ter mil opções de lazer, se o transito simplesmente não se movimenta? Se qualquer chuva destrói a cidade, suas casas e seus bens como carros e comércios!

No dia a dia nos deparamos com pessoas que já se acostumaram com o ritmo que as coisas caminham, ligam o “piloto automático”, ou simplesmente ainda não parou pra notar o quanto isso faz mal a sua saúde, além de afetar outras áreas da sua vida. A preocupação maior ainda é como não perder a hora do trabalho... É sempre o trabalho!

Mas mesmo com oportunidades de bons empregos, grandes opções de universidades e cursos,  além de diversão para todos os gostos e bolsos, os seus moradores simplesmente não tem tempo ou paciência para aproveitar nada, esperam ansiosos qualquer feriado para fugir da dura realidade, em seus litorais ou interior, em algum lugar que seja possível fugir do transito, e quem sabe perceber a beleza do por do sol, ou simplesmente tomar uma cerveja bem gelada pra aguentar o calor e esquecer, nem que seja por alguns instantes,  os problemas que o espera no próximo dia útil.

A cada dia se torna mais difícil pautar os grandes benefícios de fazer parte de uma cidade tão grandiosa que contribui em abundancia para o desenvolvimento do país, e não ter comodidade em nenhum tipo de locomoção na cidade que mais arrecada com impostos, é no mínimo humilhante. Ninguém espera “O pais das Maravilhas”, mas um transporte descente não é pedir demais, a realidade não precisa ser tão dura e cruel quanto os muros de concretos de nossa São Paulo.

Assim a aniversariante da semana castiga os seus moradores, e nos presenteia com governantes preocupados com obras para aparecer no jornal, e parecer que estão fazendo um bom trabalho, mas que se esquecem que estamos vivendo o dia a dia, e que até mesmo os paulistanos mais apaixonados estão fartos de serem tratados com tanto desrespeito.


Desejo para São Paulo que o “inferno astral” que  antecede ao seu aniversario tenha logo fim. Que a cidade comemore com festa, alegria e verdade, dessa forma será possível identificar os seus problemas, e não apenas fingir que eles não existem. Espero que a tranquilidade e gentileza façam parte da vida dos paulistanos, e que os governantes abram os olhos para não matar a galinha dos ovos de ouro, por que paulistano é trabalhador, e não otário! 

                                                                                                                                    Por Grazy Nazario.

Nenhum comentário:

Postar um comentário