terça-feira, 30 de abril de 2013

CRÔNICAS DA VIDA VIVIDA!


O encontro de Velhos Amigos

Paulo comprava remédios em uma farmácia, quando foi surpreendido:

- Oi. Há quanto tempo que não te vejo homem.

- Como vai Joao? Sim, muito tempo mesmo. A ultima vez que nos falamos foi na formatura.

- Sim, acho que é isto mesmo. E como esta a família, o trabalho?

-Está tudo ótimo João. Mas me disseram que não vai mais ao futebol, é bom praticar esportes.

- Precisava mesmo, mas não posso. Não te contei?

- Não, o que houve? Perguntou Paulo curioso ao olhar as horas.

- Tive uma ferida na perna, e não cuidei direito, depois de um tempo fui ao hospital publico e eles quase arrancaram pra dar menos trabalho.

Paulo soltou uma gargalhada.

- Não é pra rir não, falo serio.

-Mesmo? Continue então.

- O que me salvou foi que eu conhecia um rapaz do hospital que me indicou para ser atendido por um médico que não se diverte mutilando as pessoas.

- Desculpe. – Disse Paulo sorrindo. – Mas o modo como fala é muito trágico. Mas e a família como esta?
- Não te contei?

-Não.

- Estou separado há dois anos, e faz um pouco mais de um ano que a minha ex mulher mora com a sua ex melhor amiga, sim por que agora elas se dizem companheiras.

- Nossa. Mas são coisas que acontecem. E você continua trabalhando na mesma empresa? Muito boa por sinal.

- Claro que não! Quando me separei entrei em depressão, só queria saber de ficar deitado sem fazer nada. 

Foi assim que perdi o meu emprego, arrumei a ferida na perna e fiquei sem plano de saúde.

- Que pena João. Bom que lhe restou seu carro, já que estava quitado.

- Antes fosse. Perdi o carro no jogo, acho que foi por isso que a Maria me deixou, no dia em que ela pediu o divorcio ela falou algumas coisas sobre carro, e outras coisas que eu não lembro bem.

- Problemas acontecem mesmo meu amigo, mas é preciso supera-los.

- E Você esta bem né, esta mais forte até. E a esposa, os filhos, e o trabalho esta tudo a mil maravilhas, você tem sorte, isto é bom.

- Bem não é tão simples assim. No mês passado quase me separei da minha esposa, meu filho foi reprovado na escola  pela  segunda vez , e as coisas na empresa em que eu trabalho vão de mal a pior, estamos escapando a cada mês de uma demissão em massa.

- Complicado Paulo. – Interrompeu João. - Mas preciso ir meu amigo.  

- Está bem, também estou atrasado. Até mais, boa sorte.  Disse Paulo ao se despedir.

Enquanto observava Paulo manobrar o carro, Joao foi surpreendido por outro conhecido:

- Oi João tudo bom?

- Sim. Hoje é dia de encontrar a quem eu não vejo à muito tempo.

-É mesmo, e quem você encontrou?

- Nem te conto. Um cabra chato, que só fez foi se lamentar da vida e tentar acabar com o meu alto astral. É cada uma que me aparece.


Nenhum comentário:

Postar um comentário