quarta-feira, 2 de dezembro de 2015

Ocupação das Escolas! – São Paulo





O “dialogo” truculento do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin diante dos alunos ocupantes das escolas estaduais, nos coloca diante de algumas questões cruciais para o momento em que vivemos. Os espaços públicos ocupados por seus usuários é apenas o começo da apropriação da própria historia, assim como o reconhecimento da força do povo e das suas vontades. O espaço que deveria ser aberto a debates e principal meio de socialização, vive uma crise entre a legalização de seu uso por parte de quem lhe é interessante, versus uma politica contraditória, que visa a reestruturação educacional, mas não respeita nenhum tipo de cidadão, seja aluno, pais ou professores.

Os argumentos utilizados pelos representantes do Estado, seja o governador ou o secretario da educação, são no mínimo, insuficientes para o fechamento de qualquer unidade escolar, a ideia de reestruturação poderia ser bem aproveitada, se revista e organizada de forma à acrescentar opções e espaços para aptidões dos alunos, e não subtrair. Assim, além da geração de mais espaços e oportunidades, mais empregos seriam gerados, e não teríamos mais espaços vazios, ou em forma de presídios.

É nítido que a preocupação do Estado com o ensino público simplesmente não existe! O que estão tentando fazer é tumultuar ainda mais o que já não é bom, sucateando ainda mais a educação para assim caminhar para a privatização do ensino publico, como já é costume do partido do governador, passar a responsabilidade, se isentar de tudo, prejudicar alunos, pais, professores, ou quem quer que seja por uns trocados a mais.

A ideia de reorganização poderia ser aceitável em novos prédios, novas estruturas, e de forma respeitosa e acolhedora com os alunos, professores e sociedade, e isto não acontece, a politica diante da educação é podre, e pobre! Querem destruir o futuro dos nossos alunos, dos nossos filhos e da nossa nação!

Os cidadãos paulistanos já estão acostumados com as promessas não cumpridas pelo Estado de São Paulo, na televisão em horário nobre, os professores estão cansados de receber aumento e planos de carreira, mas na verdade nada acontece, só iludem, mentem, e a sociedade acredita em tudo que a mídia posta, como se eles fossem os donos da verdade. Mas a realidade são os seus filhos, seus sobrinhos, são as crianças sem alfabetização, é o futuro negado a qualquer um que não tem condições de pagar uma escola particular, pois é cara demais para o bolso do trabalhador.

Estado, você trabalha para nós cidadãos, ninguém é criminoso por não aceitar algo que não nos foi consultado, e que irá nos prejudicar de varias formas. NÃO ACEITAREMOS!


Alunos continuem a nos orgulhar, faça valer todas as aulas sobre qualquer sistema de opressão, use o que aprenderam sobre bons argumentos, e ocupem os seus espaços, a luta é de todos nós. A juventude possui a força mais incrível que existe. RESISTAM!



Grazy Nazario.

Nenhum comentário:

Postar um comentário