quinta-feira, 27 de setembro de 2012

Ah Quem Bom Seria!!!

Neste último mês começamos uma convivência forçada com algumas pessoas através da televisão, entre estas pessoas estão figurinhas repetidas, e algumas novas, mas o fato é que este é o meio mais comum de ouvimos as propostas dos nossos possíveis candidatos.

Renegado e odiado pela maioria dos telespectadores, afinal a programação rotineira é interrompida, o horário eleitoral pode se tornar uma atração digna de reflexões desde poéticas a engraçadas, pois quando observamos as propostas, dialeto, uso de imagens, jingles populares, entre outros, sobram assuntos para iniciar diversos debates.

Ao comentar o lado cômico desse assunto, uma vez que, são tantos candidatos com propostas bizarras que fica impossível não gargalhar em alguns momentos, e muitas vezes os poucos segundos de alguns candidatos são usados com alguns trocadilhos esdrúxulos, e isto não esta centralizado apenas na capital, mas por todos os municípios, tem até politico fantasiado, pensando que esta no picadeiro e que somos uma plateia risonha! E muitas vezes somos, mesmo sabendo que o voto é um ato mais que sério, e se rir é o melhor remédio, votar certo a melhor solução.

Penso que muitos concordam comigo ao analisar as propostas mirabolantes de alguns candidatos, é como se não tivéssemos políticos, mas super- heróis ou milagreiros mesmo, muitos inclusive já ocuparam o mesmo cargo a qual esta disputando nesta eleição, e mesmo assim insistem em se comportar como se não soubessem de nada, como se estivessem começando do zero, além disso, nos tratam como ignorantes e desinformados, pois os eleitores (ao menos uma parte considerável) tem consciência de que muitas coisas não fazem parte de sua alçada, ou seja, em uma eleição municipal, não é possível ultrapassar as delimitações de ordem estadual ou federal.

São tantas as artimanhas utilizadas pelos candidatos a conquistarem o nosso valioso voto que muitas vezes nos perguntamos de onde vem tanta imaginação, afinal mesmo diante de tantas controvérsias e alienação pelo banal através de vários meios, é visível o amadurecimento do eleitorado, aos poucos vamos conseguindo refletir e aceitar a politica como parte do processo social a qual estamos inseridos direta e indiretamente.

Ah que bom seria se os sonhos dourados dos nossos contos de fadas vivessem a se realizar, e que os nossos políticos conseguissem cumprir uma só parte do que prometem, afinal diante de tamanha vontade de ganhar só está faltando prometer chuva e namorado para quem esta a procura!

No entanto é obvio que existem sim políticos sérios, afinal tudo que está ligado a sociedade tem política, isto é fato, e se não existisse os bons representantes do povo e para o povo estaríamos perdidos de verdade, afinal generalizar qualquer situação é no mínimo injusto.

Mas mesmo reconhecendo que o eleitorado está mais acordado, ainda falta conscientização das pessoas que mesmo assistindo um romance da Cidade Ideal no horário nobre, muito que esta ali é só “faz de conta”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário