sexta-feira, 2 de novembro de 2012

Brasil, um país de Todos !!!


Esta semana muitos estudantes de diversas escolas irão prestar a prova do Enem, uma espécie de vestibular que possibilita ingressar em universidades privadas e federais em todo o país. Criticado e aclamado por diversas fontes, o Exame nacional do ensino médio é alvo de muitas polêmicas, mas ainda assim, na atualidade é um dos poucos estimulantes que conduz os interessados em iniciar estudos universitários e produzir os futuros profissionais e pesquisadores do Brasil.

Cercado de problemas, fraudes, e até mesmo de descuidos administrativos, o Enem a cada ano nos apresenta uma novidade neste campo, mesmo assim não posso negar os benefícios proporcionados pelo Exame, e pelo incentivo gerado em torno dele, que também acontece através do Prouni, que possibilita bolsas de estudos para os bons resultados, uma chance que poucos tiveram no passado.

Muitos avessos a este exame, e a “facilitação” proporcionada por ele para o inicio dos estudos universitários alegam a falta de conhecimento em muitas áreas pelos alunos, e que o ensino publico cada vez mais decadente e defasado pouco contribuem para o conhecimento do aluno, assim muitos ingressam nas universidades sem ter o amplo conhecimento “necessário”, ou exigido talvez, pelas universidades e suas áreas de ensino, e que com isto algumas Universidades tendem a baixar o nível de avaliação, tendo em vista que grandes índices de reprovação não são bons para nenhuma instituição, publica ou não.

No entanto me pronuncio em defesa dos estudantes que desejam sim ter oportunidades diferentes das de seus pais, que meio a grande alienação das mídias, e tecnologias busca conhecer mais do que o Ensino regular diz que é necessário para a sua vida. São estudantes que não desejam ser apenas operários, e sem desmerecer qualquer profissão, se for operários que sejamos operários pensantes. Em sua grande maioria trata-se de jovens que se dedicam e percebem a importância dos estudos e do conhecimento, e sentem que serão recompensados por oportunidades diversas.

Além disso, existem os que estão em busca de um trabalho melhor, uma profissão de reconhecimento social, ou apenas de um salario digno, alias direito este que todos os trabalhadores neste país merecem, mas deixarei minha indignação com a gritante diferença social para outro artigo.

Creio que grande parte das pessoas que criticam a avalição do Enem como desqualificada ou desnecessária no Brasil, primeiramente não tem conhecimento quanto ao conteúdo aplicado e exigido pelo exame. São pessoas que provavelmente estão entre as classes A e B e que evidentemente tiveram as melhores chances de estudos, e diversas oportunidades e que não precisaram se lançar em uma árdua batalha diária para conviver com o descaso do ensino público, em que existem alunos que mesmo diante desta triste realidade opta pelo direito de estudar e obter conhecimentos além dos proporcionados no dia a dia.

É evidente que as Universidades não devem baixar seu nível de avaliação, o que é preciso é a reformulação no sistema de ensino que esta de mal a pior, além de atenção e qualificação do ensino publico, que é a base de crescimento de qualquer nação, nossos jovens merecem oportunidades reais para à partir disso definir o seu caminho, afinal somente os que tem competência se estabelecem e prosseguem nos estudos. Só assim é possível existir “Brasil, um país de todos, e para todos”!

Nenhum comentário:

Postar um comentário