domingo, 7 de julho de 2013

O Furacão Canarinho!



Podem dizer o que quiser, mas brasileiro gosta mesmo é de futebol, o esporte mais popular do Brasil é também o coletivo mais praticado no mundo, assim não é por acaso que a Copa é um dos eventos mais aguardados do planeta. A paixão pelo futebol entre os brasileiros é tão forte que em dia de jogo da seleção os nervos se afloram, e até aquele que não se familiariza muito com regras e táticas se coloca na frente da televisão para ver a representação de seu país através do esporte.

 Neste ultimo domingo nossos adversários espanhóis puderam contar com uma pequena amostra de bom futebol e técnica, alem de ver de perto por que produzimos os melhores nomes do futebol mundial, assim não fica difícil entender como é fácil se encantar com este esporte quando se é o Brasil em campo.

A equipe desacreditada no inicio da competição, preocupava torcedores e especialistas que pensavam em estratégias para não protagonizar um vexame em casa, no entanto para a comissão técnica os problemas relacionados a formação do grupo tornou-se um desafio. A cada jogo o grupo foi tomando forma, criando entrosamento e surpreendendo até os mais pessimistas, em pouco tempo a antiga equipe desajeitada tornou-se a grande campeã da Copa das Confederações. 

Podemos considerar que o jogo da final não era apenas um jogo, mas um verdadeiro teste para a seleção canarinho, em que era preciso convencer a sua torcida, e fazer acreditar que teremos chances na Copa de 2014. 

Desfilando talento e técnica em campo, a seleção brasileira e seu elenco sob o comando de Luiz Felipe Scolari e seus auxiliares provaram por que o futebol deve ser levado a serio, como prova de determinação e um trabalho baseado em dedicação e profissionalismo. Os grandes nomes em campo não são dois ou três, na verdade tivemos uma defesa eficiente, meio campo com rápida movimentação, e um ataque matador, como deve ser a união dos melhores.

 A Seleção da Espanha mesmo com as suas grandes conquistas e elenco de estrelas não conseguiu identificar as cores da “Cafusa”, ficaram na verdade confusos com a rapidez dos nossos jogadores habilidosos, creio que agora entenderam por que somos o país do futebol, e como a paixão do brasileiro acontece. Cada pátria tem a sua preferência e a nossa nasce na ponta dos pés, o Brasil é o grande campeão e nos orgulhamos disso.

É lógico que ser campeão hoje, ganhar a Copa ou ter os melhores jogadores exportados não fará do Brasil o país de primeiro mundo que desejamos, estamos apenas engatinhando diante da imensidão de problemas existentes em nossa nação, mas é inegável a energia contagiante proporcionada por este esporte que estimula desde as crianças até os vovôs, a sua magia fascinante une famílias, amigos, e faz vibrar e torcer pelo seu país, ouvir e cantar o seu hino e se emocionar com isso.

É maravilhoso se sentir em campo, vibrar a cada lance e abraçar um desconhecido enquanto se comemora um gol, é este o objetivo do esporte e suas competições, valorizar aos que se destacam, isto não é apenas gostar de futebol, mas adorar a sua pátria e ter orgulho dela. Parabéns aos ilustres protagonistas pelo trabalho e seguimos rumo a Copa de 2014.

Texto Por: Grazy Nazario.

Nenhum comentário:

Postar um comentário